17.10.09

amarelo

foto: Artur Ferreira (www.olhares.com)

eu durmo em lençóis de girassóis
amarelos com sorrisos rotativos
as pétalas mantendo-se brilhantes
entontecem as almas dos passantes
que lançam seus olhares mais afectivos.
aqueles amarelos ondulantes
que drogam em brisa meus sentidos
quando chegas, ficam loucos e perdidos
surpresos sob airosos céus azuis
repudiam o antigo movimento
passam a girar, mesmo sem vento
em volta do sol que tu possuis

13 comentários:

Cátia Vieira disse...

lindo

Úrsula Avner disse...

Oi Nuno, um encanto de poema numa temática lírica encantadora ! Um abraço.

Marta Sousa disse...

Ficamos gratos pela sua visita e esperamos que a mesma se repita. Pessoalmente gostei bastante do seu espaço e fique certo que não será a última vez que por cá passo!

© Piedade Araújo Sol disse...

o poema está muito, muito bom, e quando começa com a frase, eu durmo em lencóis de girassóis, lembrei do Van Gogh que pintou, salvo erro, sete telas de girassóis.

um bom fim de semana!

um beij

al disse...

mesmo bonito (: *

praia da lua disse...

com um sorriso sincero veja a imagem do teu livro de poesia, que bom concretizares este sonho!!!

aguardo um autografado ;)

luz e paz para ti e todos os teus

mari (a)penas... disse...

Olá! Fico grata desde já pela tua viisita :)

Quanto ao teu post... Que bonito! Que declaração fantástica e original, sempre com os girassóis sorridentes como pano de fundo!

Adorei!

Laura disse...

Gostei.

Baila sem peso disse...

Amarelo, em flor de rotação
Gira o sol em perdição
Nos lindos versos
Que lhe cantas, em comunhão...
Muito lindo, pois então!

Beijo da alta manhã
Com cheirinho a hortelã :)

Scheer disse...

Mágico, como descreve com discrição a luz de quem ama e tal momento de tanta felicidade!
Ahhh, tem um selo em meu blog que dedico a ti!
Parabéns!
Muito belo!
óTIMA semana pra ti!

Beijo

Pedrasnuas disse...

UM POEMA DANÇANTE...UMA CANÇÃO
ASSEMELHA-SE A UMA ODE AOS GIRASSÓIS...

GOSTEI DE ESVOAÇAR NESSE MAR ...

VALEU BEM A PENA

Confesso disse...

Giro em torno de ti, bailo no amarelo junto ao seu poema, sorrio e quero mais...

Sempre bom voltar aqui, seus poemas, seu jeito de tecer palavras me encantam...


Beijos confessos...

Odete disse...

Estas palavras encantaram-me...
A foto lembrou-me o "Cantinho da Solidariedade", em Lichinga (Moçambique)com um campo igualmente belo de girassóis...
Obrigada.
Um abraço