9.10.09

vermelho

foto: Ana (www.olhares.com)

vermelho é fogo aceso
mesmo junto ao coração
por um amor madrugada
numa espera cansada
transbordando sedução.
luz do sol ao apagar-se
no mar de lamentação
ondas coral, agitadas
espumas desesperadas
buscando a tua razão.
gotas de sangue espalhado
por ferida sem sarar
cicatrizante esperado
em tempo quase esgotado
no beijo que tens p’ra me dar

10 comentários:

Baila sem peso disse...

Ai...agora é vermelho sangue
o que venho encontrar...
na alta madrugada
com a alma tão cansada
e já sem sol, nem onda de mar
como posso te acarinhar?
Aí, consegues olhar as estrelas?
A Lua já sossegou, ao vê-las
Tenta a sedução da Luz espelhada
Que terá teu beijo, hora marcada
E tua espera será compensada!

Beijo a beleza dessa sedução acesa
Mas com um senão, de incerteza...

Glória Müller disse...

OOOOH My...

Beeeijos

Marta Vasil disse...

Gostei da cor com que pintaste as emoções do teu poema.

Um beijo

- eeeeeii disse...

'primeiro as cores, depois os humanos...' (:

gabrielle disse...

que os beijos cicatrizem as feridas...
que o mar revolto e tempestuoso ou sereno e redentor, não seja de lamentações mas de amor!

um beijo (e um convite: mergulhamos juntos?)

Sonia Schmorantz disse...

Vermelho é assim, paixão que consome, vermelho sangue...
Mas confesso que a imagem traz tristeza...
Um abraço, ótimo final de semana

Úrsula Avner disse...

Olá , passei para uma visita e para apreciar um pouco sua escrita poética. Gostei do poema numa temática lírico-subjetiva que expressa sensibilidade, em leve versejar. Um abraço.

Pedrasnuas disse...

O POEMA É MESMO VERMELHO...FORTE...CARREGADO NA SIMBOLOGIA EM QUE ELE PRÓPRIO SE ENCERRA.
LINDO
BEIJO VERMELHO

Susana disse...

Gostei particularmente dos últimos versos, um remate final muito forte: "cicatrizante esperado
em tempo quase esgotado
no beijo que tens p’ra me dar"

Scheer disse...

Tão sedutor é expor a dor com o sangue do sacrificio e do sacrificio o ardor da seduçÃo.