19.2.12

a cuidar de ti

imaginei um céu
onde eu, morto, cuido de ti
dizem que sou o teu anjo da guarda
mas não acredito
só sei que trouxe comigo
a tua alma
para poderes esta noite
ter um abrigo
onde o teu corpo cansado, descanse
e o teu sorriso
sobreviva, apesar da tempestade

no céu onde agora estou
tenho anjos, iguais aos que me disseste
são sete, de um branco muito celeste
e cantam em volta de Orion
aquela constelação
que tão longe, desenhaste
com um beijo que me deste

imaginei-me morto, no céu
com os anjos que inventei
e as estrelas, que se apressaram a mostrar
o quanto gostam de ti
são quatro, de um brilho muito mel
os seus nomes
Betelgeuse, Saiph, Bellatrix e Rigel
anotei numa lua de papel
que te vou oferecer
quando acordares
de surpresa nos meus braços

descansa
estou morto por uma noite,
estou no céu, estou aqui
com os olhos bem abertos
e os sentidos despertos
para embalar os teus sonhos
e assim cuidar de ti...

(versão polaca)

5 comentários:

pianissima disse...

:)
foi por acaso, mas foi muito bom passar por aqui, até adormeci..., quem sabe eu acordava nos braços de um anjo da guarda, lolll.
és demais, Nuno, que poesia maravilhosa.
adorei.
beijos.
tem noite feliz.

NunoG disse...

também por acaso ainda por aqui ando... são 4.17 da manhã... e só as tuas palavras me vão ajudar a adormecer...

obrigado, ''pianíssima''... beijos!

OutrosEncantos disse...

todos precisamos tanto de alguém que cuide de nós, assim, com doçura e verdade.
beijo, Nuno.

NunoG disse...

verdade... verdade... verdade... ''OutrosEncantos'' e tu vais cuidando um pouquinho de mim sempre que aqui apareces... OBRIGADO pelo teu apoio!!! beijo.

OutrosEncantos disse...

é um carinho que tu mereces, Nuno :)
beijo.