31.5.11

Sinfonia




Imaginem uma casa
Com mil portas
Afinadas
Abrindo
Fechando
Com mil pessoas passando
Todos os dias

Imaginem uma casa
Com mil portas
Não usadas
Completamente paradas
Não abrindo
Não fechado
Acumulando rangeres
Em dobradiças tolhidas
Retidas
Numa preisão de mil anos

Imaginem uma casa
Com mil portas
Perdida no doce afago do tempo
Invadida por mil crianças travessas
Em correrias
Em malfeitorias
Abrindo
Fechando
As mil portas
Que gemem
Usando maneiras diversas

Imaginem uma casa
Com mil portas
E uma imensa sinfonia

4 comentários:

OutrosEncantos disse...

imagino que seja uma casa tão imensa quanto imensa é a sinfonia.
e que te soe bela a sinfonia.

Fabricante de Sonhos disse...

Imaginei e pude ouvir...
Uma bela música.
Numa bela poesia...

Beijos Mágicos.

NunoG disse...

obrigado por voltares "Outros Encontros"...

NunoG disse...

beijos para ti também "Fabricante de Sonhos"... obrigado por passares por aqui...