3.7.11

estou sentado


escolhi uma música triste
e sentei-me
pus em mim uma roupa triste, negra
e sentei-me
deixei entrar as minhas memórias de ti
e sentei-me
esperei, cinzento
por um milagre
que mudasse a cor do meu dia
e sentado
a alma foi escurecendo aos poucos
pela música triste que escolhi
pela roupa triste que vesti
pelas memórias de ti
que descuidadamente
deixei entrar dentro de mim
a alma escurecendo aos poucos
engoliu o teu sorriso
que teimava em espreitar
nos meus olhos escuros
eles, sentados
esperavam cansados pelos teus
olhos claros
esperançados
em mudar a cor sombria
sentada no meu dia

4 comentários:

Jane in Wonderland disse...

Quando nos sentimos triste usamos tudo à nossa volta que influencia ainda mais o nosso estado. Parece difícil ouvir uma música alegre quando não estamos bem. Também ando a passar por um mau bocado e custa imenso, é difícil não pensar nas boas memórias que temos...é tudo tão difícil nestas alturas.

Muito bonito o poema, a forma como escreves e fazes passar para o leitor.

Tudo de bom. :)

NunoG disse...

espero que o poema não te ponha mais triste ainda... a poesia por vezes faz-nos estas partidas... desculpa Jane...

OutrosEncantos disse...

pois... :))))))
meus olhos não são claros, mas o sorriso é o mais luminoso de que sou capaz, assim... bem grandão, deste tamanhão...
... consegues ver?!

:)))))))))))))))))))))))))))))))))...

beijos, meus.

NunoG disse...

consigo ver... e fico feliz por ve-lo assim tao grande... OBRIGADO!