16.10.11

Barcelona

passei hoje por Barcelona
para te desencontrar
e deixar o teu perfume
pousar na tela de cinema
onde Vicky beija Maria Elena
e Javier se enleia
nas tuas mãos que neste filme
foram minhas
passei hoje por Barcelona
e estava frio
como se fosses o outono a chegar
à minha vida
a primavera do inverno
ou o inferno
onde o meu corpo passará a existir
procurei Dali
encontrei Gaudi
ressuscitado
enamorado de ti
passei hoje por Barcelona
com destino consumado
para te libertar
das palavras que já não consegues dizer
passei hoje por Barcelona
para de ti
finalmente me perder

nota: escrito depois de ver o filme Vicky, Cristina, Barcelona de Woody Allen

4 comentários:

Bethânia Loureiro disse...

Nuno, passei só pra dizer que sou sua fã!! Lindíssimo!

NunoG disse...

muito, muito obrigado Bethânia!

OutrosEncantos disse...

:) finalmente!...
não te repetes, e isso é o que acho que te qualifica :)
beijo.

NunoG disse...

sim este é um poema muito especial para mim... diferente (penso eu)... obrigado "OutrosEncantos"