6.1.11

trilogia de uma viagem - ladrão de abraços




o aeroporto é catálogo de abraços
que atentamente revejo nas partidas
de cada viagem minha

fico por lá, esperando aviões
identificando abraços, todos
etiquetando carinhos e amores
que em sobressalto se aterram
nas multidões ansiosas por os ter

eu, por lá fico, horas e horas e horas
perseguindo gente com o olhar
estudando vítimas ao pormenor
procurando aquele abraço maior
que tanto quero roubar

7 comentários:

al disse...

eu oferecia-to :)

NunoG disse...

fico à espera al ;)

Susan disse...

Um texto singelmente Lindo!!!!!!!!
Se calhar tens um abraço meu , bem apertado ...
Beijos
Susan

OutrosEncantos disse...

"ladrão de abraços"...

...de todo o poema, este foi o verso que me fascinou...

tanta falta e tanto bem que fazem os abraços..., eu acho que o abraço é o carinho maior
... roubar abraços, que fascinio, fiquei com vontade...

beijos e abraços, Nuno, onde quer que estejas.

prismaticblue disse...

Oi, Nuno, gostei muito. Singelo e tão doce, quase me faz ficar nostálgica das viagens que ainda não fiz. Um abraço!

Cristina (mix-tura)

Let's disse...

Simples...adorei!!...Adoro abraços e um presente maravilhoso..bj boa semana!

Castanhos de Vidro disse...

Impossível não te deixar um imenso abraço....

Como és singelo...