31.12.12

(DES)INSPIRAÇÃO 43.159

por falta de inspiração matemática
erro propositadamente as contas de somar
as equações de graus suspeitos
os problemas das velocidades dos comboios
que partem em tempos diferentes
das estações espalhadas pelo corpo.
as matrizes confundem-se
com o emaranhado de linhas curvas
retas deformadas pela saudade
que sufocam a mente
cegam os olhos
e deixam os dedos incapazes de pensar.
hoje a incapacidade de escrever
engoliu todas as partes conscientes de mim
deixando sobre a mesa
uma folha branca de loucuras
e um esboço de poema, com rima
em quadras
onde as palavras se misturam com algarismos
numa caótica ordem difícil de entender:
43.235
ZINCO
378.743
CORTÊS

4+286.072
E DEPOIS?
478.236
PAPEIS

25.631
COMUM
43.159
CHOVE
sim, chove…
por falta de inspiração matemática
chove demência
sobre a folha branca
que se molha com algarismos e palavras
e se embebe devagar
em aguaceiros de poesia ilógica

5 comentários:

noMar disse...

... numa caótica ordem de poemática brilhante...

sim, chove inspiração matemática,
poeta demente e brilhante!

sabes, tinha saudades de te ler!

muito feliz 2013!
beijo




Sonia Schmorantz disse...

Vim deixar meus votos para que 2013 seja um ano muito especial, marcado por grandes alegrias a todos. Que tenhamos saúde e muito trabalho, muitos amigos e um amor só nosso, que nossos pais e nossos filhos estejam sempre conosco e que retribuamos tudo isso com muita disposição para viver.
Um abraço

NunoG disse...

muitos beijinhos e um ENORME OBRIGADO,"noMar".
um ÓTIMO 2013!

NunoG disse...

um FELIZ 2013 para si, Sonia Schmorantz. Beijinho.

Angel Utrera disse...

Segundo me c omentan alguns dos amigos mestres cos que coincido, a filosofia = matematicas...nos dous casos mesmos conceptos abstractos....Eu engado como irreverente e concidente na abstraccion a POESIA, caotica forma de expresiòn filosofica das matematicas, coma o teu poema amosa....