7.7.09

asa de libertação (voo IX)

(escultura de Maria Leal da Costa)

Asa ferida, dorida
asa de libertação
tem sempre um voar sangrento
como a dor que num momento
de maneira destemida
te açoita o coração.
Esconde o seu sofrimento
com sorriso, numa pena
e com decisão serena
abandona o firmamento
escolhendo o movimento
de pousar na tua mão.

6 comentários:

Menina do Rio disse...

Bonito! Uma asa mesma partida tem que voar...

Secreta disse...

As asas feridas , nem sempre perdem as suas capacidades...
Beijito.

KOTTA disse...

Asa ferida coração partido por não poder voar.
A tua dor eu sinto ofereço-te a minha mão para
te tratar.Beijo amogo

O Espelho da Nossa Alma... disse...

muita tristeza mas muita pureza...
um bj

Cinthya Rachel disse...

obrigada pela força! um abraço!

Baila sem peso disse...

Uma asa ferida escolhendo o momento,
Uma dor em lamento,
Um coração que procura uma mão...
Uma oração que sorri
E aguarda libertação!

Beijos