11.7.09

luz de terra cheia


aluguei fracção de lua, com cratera
p’ra onde viajo acordado
lá, sem restrições, o sonho impera
liberta-se do terrestre cadeado

plantei espelhos no jardim
suspensos em aragem de esperança
que reflectem, quando quero, só p’ra mim
sorrisos aluados de criança

em noites com luz de terra cheia
passeio lentamente pelos mares
de lua, vazios d’agua, e à boleia
cunho pés descalços na areia
e deixo minhas marcas milenares

quando exausto desta caminhada
relembro os apol(l)os da história
que com passos gravados na memória
fizeram jornada apaixonada
são gregos, etruscos e romanos
recentes americanos
que em esforços sobre-humanos
construíram sua, nossa, glória

9 comentários:

KOTTA disse...

Também queria ter um cantinho na lua, para a minha mente descansar, porque imagino a calmaria
que vai por esses lados.Um mimo este texto. Bjo

Sonia Schmorantz disse...

Um pedaço de lua só sua, onde a gravidade não existe e de onde pode ver o azul da terra...Muito bom!
beijos e lindo final de semana

DarkViolet disse...

A Lua tem sabores entranhados na magia de cada olhar
Obrigada pela visita

Marta Vasil disse...

Pois... como precisas da lua para actos de magia a "Lua com Dona" deixa-te uma parcela dela.

E agora a sério foi muito bom vir aqui ler este teu belo "poema lunar"

Um beijinho e bom fim de semana

Úrsula Avner disse...

Linda e expressiva poesia meu caro autor. Um ótimo fim de semana. Abraços.

sonhos/pesadelos disse...

quem nunca passeou na lua,mesmo sem se sair da mesma rua?já o fiz tantas vezes,e como me fez bem...
belas palavras
bjs endiabrados

Thunder disse...

Fantástico poema.
Gostei muito deste verso : "liberta-se do terrestre cadeado".

Bjs.

andorinha disse...

A terra fica cheia de magia com poemas como o teu!
Um beijo.

Baila sem peso disse...

Com a beleza das palavras
Com o céu desta semana
Decerto nessa fracção
Passeou menino que ama
Terrestre poeta de eleição!

Beijinho de luar