3.2.09

alquimia


Queria ser alquimista,
Poder brincar com poções,
Mudar alguns corações,
Que mudaram meu destino.

Pegar em ti, transportar-te,
Para um local bem distante,
Por magia transformar-te,
Num ser algo diferente,
Daquele que num dia quente,
Me marcou amargamente,
Com o sabor doce do engano.

Terá alguém a magia,
De matar a nostalgia,
E transformar, num repente,
Alguém de quem muito gostamos,
Num ser algo diferente?

2 comentários:

Marta Vasil disse...

Nuno

Agradecida pelo comentário deixado em meu blogue.
Dei uma espreitadela a seu blogue, que merece uma maior atenção. E dançaram-me nos olhos lindos poemas de amor.Mas a dança começou a tornar-se rígida no poema Alquimia e os passos desacertados neste poema de palavras em terramoto, que espero serem apenas palavras de inspiração poética.
Gostei muito de aqui vir e vou sim senhor fechar a gaveta para que nada daqui possa escapar.

Bj. Também voltarei.

MV

frAgMenTUS disse...

é bom acreditar q sim, q a última estrfe tem rsp afirmatva pk positivo atrai positivo, há q confiar pois a alquimia emana, 1º, do nossio coração.