2.2.09

saudade


A saudade bateu-me à porta.
Assustou-me, roubou-me o sono,
E disse-me que eras tu.

Hoje gostava de estar contigo.
Sentir, tocar viver e fazer...
Amor.

Hoje não adormeci.
Pensei, sonhei, chorei, esperei...
Por ti.

Hoje tinha muito que te dizer,
Sem falar.
Tinha muito para te fazer,
Com o olhar.
Tinha muito que te ver,

A sonhar.

1 comentário:

frAgMenTUS disse...

lindo!